Série #NossosTalentos
Bruno de Sá

Abrir portas, oferecer oportunidades, estimular novos talentos: para o Mozarteum, sempre foi fundamental valorizar jovens músicos brasileiros – instrumentistas e cantores líricos.

A série #NossosTalentos procura dar visibilidade àqueles que se destacam ou fazem parte da história das atividades socioeducativas do Mozarteum – como Bruno de Sá, cuja trajetória já rende atualizações.

Assim como Bruno de Sá, muitos dos nossos talentos já desenvolvem carreiras promissoras, inclusive fora do Brasil. Todos comprovam a potência musical brasileira.

Bruno de Sá, sopranista

Em 2015, quando participou da primeira edição da academia Canto em Trancoso, Bruno de Sá não imaginava que as portas do mundo da música se abririam tão rápido para ele.

Atualmente, Bruno mora em Basileia, na Suíça, e sua agenda profissional está cada vez mais cheia.

Em fevereiro deste ano, Bruno foi aprovado na audição que lhe rendeu contrato de trabalho no OperAvenir de Basileia – estúdio de ópera comum na Europa, que funciona como teatro e tem programação intensa. A estreia de Bruno no OperAvenir será em setembro, no papel principal da ópera A Pequena Sereia, baseada em conto de Hans Christian Andersen.

“Será um grande desafio, pois é uma ópera inédita, encomendada pelo teatro”, diz Bruno. “Além dos desafios cênicos, estarei dando vida a um personagem feminino mitológico”.

A escolha de Bruno para este papel tem relação com seu timbre vocal raro. Por ter capacidade de cantar no mesmo registro de uma soprano, ele é identificado como um sopranista. Com sua voz potente e de beleza singular, Bruno vem arrebatando plateias. Na atual temporada do OperAvenir de Basileia, sua participação também está confirmada em outras grandes produções, como Le Nozze de Figaro, de Mozart.

Para o paulista nascido em Santo André (SP), são conquistas preciosas.

Neste ano ele ainda estreia em importantes teatros europeus – em Halle (Alemanha), Viena (Áustria) e Helsinque (Finlândia). Em junho, no papel de Aci, se apresenta na ópera Polifemo, de Giovanni Bononcini, produzida pelo Musikfestspiele Sanssouci Potsdam, na Alemanha.

No Brasil, uma das apresentações mais recentes de Bruno de Sá foi em Noite das Estrelas, dois concertos realizados em outubro de 2018 na Sala São Paulo, para destacar os talentos de músicos – instrumentistas e cantores – que já contaram com apoio e bolsas de estudos do Mozarteum Brasileiro.

“Logo depois de Noite das Estrelas, eu tive a oportunidade de participar de audição para uma das maiores agências da Europa, especializada em música barroca. Fui convidado para integrar o casting desta agência, que possibilita um campo maior de atuação, estabelecendo contatos com grandes maestros e teatros”, conta Bruno.

“Foi o Mozarteum que me deu o pontapé inicial, o apoio para que as coisas começassem a acontecer”, ele salienta. “O Mozarteum faz parte da minha história e sou muito grato a esta instituição. Minha participação como bolsista do 1º Canto em Trancoso me permitiu fazer minha primeira viagem internacional, que me deu a oportunidade, na Alemanha, de ser um dos solistas do Messias, de Händel, também da Petite Messe Solennelle, de Rossini, e conquistar ótimas críticas”.

Bruno relata que sua primeira estada na Europa também lhe deu a chance de estabelecer contato com sua futura professora, a holandesa Margreet Honig e ainda com Marcel Boone, outro mestre holandês de canto.

“Foi com ajuda financeira do Mozarteum que consegui estudar na Suíça. E também é importante lembrar os contatos anteriores a tudo isso, que me foram proporcionados pelo Mozarteum em São Paulo, junto ao Coro da Rádio de Berlim, à Orquestra l’arte del mondo, a Maciej Pikulski, pianista polonês que trabalha com cantores. Eu me agarrei a todas essas oportunidades para criar e descobrir outras, que resultaram em tudo o que está acontecendo agora. Os degraus criados pelo Mozarteum estão me permitindo subir cada vez mais”.

 

Leia mais sobre Bruno de Sá em: https://bit.ly/2JkAjsp.

Inscrições para Canto em Trancoso 2019: informações em https://bit.ly/2WepfAo.

 

Fotos (Bruno de Sá nos concertos Noite das Estrelas, outubro/2018, Sala São Paulo: Marcos Hermes.

Voltar para Cultura Musical