Jovens talentos brasileiros, Rafael Cesario, Eder Grangeiro, Wellington Salustiano e Talita Martins brilham no programa Música de Câmara do 7º Música em Trancoso

Foto: Marcos Hermes

O programa Música de Câmara é sempre uma oportunidade para descobrir e apreciar jovens talentos brasileiros no Música em Trancoso. Na sétima edição do festival, a sexta noite da programação mais uma vez reuniu os músicos que participaram das masterclasses e seus mestres.

O violinista romeno Lorenz Nasturica-Herschcowici conduziu o concerto, com participação de três solistas convidados do festival, que estão participando da programação e também ministrando masterclasses – o alemão Matthias Ambrosius (clarinete), o francês Felix Dervaux (trompa) e o russo Timur Martynov (trompete).

Além da excelente orquestra de câmara formada pelos participantes das masterclasses, o destaque da noite foram os solistas brasileiros.

O violoncelista Rafael Cesario foi o primeiro a brilhar no solo de O Cisne, extraído de O Carnaval dos Animais, de Camille Saint-Saëns.

O solo de violino de Eder Grangeiro em uma cativante peça de Fritz Kreisler (Adorável Rosemari) também entusiasmou a plateia.

Para quem acompanha o festival é possível notar a impressionante evolução de jovens músicos brasileiros que costumam participar do Música em Trancoso. É o caso de Wellington Salustiano, o garoto prodígio de 17 anos, natural da cidade paulista de Catanduva, que mostrou seu grande talento como solista de uma peça de Fritz Kreisler, Lamento de Amor (Liebesleid).

Outra estrela da noite foi a harpista Talita Martins, no solo de Thaïs, de Jules Massenet.

Jovens e promissores, os músicos brasileiros mostram, no programa Música de Câmara, que vale a pena investir nos talentos que trazem perspectiva cultural e musical para o País. Alguns deles estarão novamente em destaque neste ano na programação de concertos do Mozarteum na Sala São Paulo. Será no espetáculo Noite das Estrelas, dias 8 e 9 de outubro, quando vários solistas se apresentarão com a Orquestra Acadêmica Mozarteum Brasileiro, sob regência do maestro Carlos Moreno.

Paralelamente aos espetáculos noturnos, o Música em Trancoso agita a pequena cidade do sul da Bahia também durante o dia, com atividades gratuitas ao ar livre.

No sexto dia do festival, uma formação camerística da Orquestra Acadêmica Mozarteum Brasileiro apresentou Pedro e o Lobo na Praça do Bosque da cidade. Esta fábula infantil composta por Sergei Prokofiev em 1936, contou com narração de Carlo Lovatelli e encantou crianças e adultos de todas as idades que compareceram ao concerto.

 

Voltar para Cultura Musical