A Orquestra Sinfônica de Bucareste é conhecida, na Europa, pela vitalidade artística, associada à presença marcante na vida cotidiana de seu país. Contando com músicos consagrados da Romênia, seu dinamismo se intensificou quando o versátil e carismático maestro francês Benoît Fromanger assumiu a direção artística deste conjunto sinfônico, fundado em 2007 com o objetivo de criar proximidade entre a música e um grande e diversificado público.

Para atrair, formar e desenvolver uma ampla variedade de admiradores da música, a Orquestra adotou uma agenda musical inovadora. Além de tocar em grandes salas de concertos, também provoca surpresas ao realizar flashmobs em locais públicos. Entre outras aparições deste tipo, já encantou transeuntes ao inundar com belas músicas o saguão do Aeroporto Internacional de Bucareste.

Nos dias 3 e 4 novembro, a Sinfônica de Bucareste e seu maestro, acompanhados de dois solistas consagrados – os cantores líricos poloneses Joanna Wós e Tadeusz Szlenkier – prometem seduzir o público brasileiro nos concertos que realizarão em Trancoso, no Teatro L’Occitane. Será mais uma iniciativa precursora do Mozarteum Brasileiro, ao levar para a região sul da Bahia uma orquestra sinfônica internacional.

Na pequena e paradisíaca cidade de Trancoso, a presença da música ganhou vigor em 2012, quando o Mozarteum lançou o festival Música em Trancoso, que acabou gerando a construção de um teatro espetacular, o L’Occitane, inaugurado em 2014. Anual, o festival caminha para sua sétima edição, em março de 2018, sempre com uma programação internacional, pautada pela excelência artística.

Junto com o festival, Trancoso ainda ganhou uma série de ações socioeducativas – como as aulas de educação musical nas escolas públicas da região, concertos gratuitos ao ar livre e masterclasses ministradas por artistas de renome internacional, que proporcionam intercâmbio e aprimoramento para jovens músicos brasileiros.

Desde 2015, o Mozarteum também vem realizando anualmente, no Teatro L’Occitane de Trancoso, o evento Canto em Trancoso, em parceria com a Chorakademie Lübeck, da Alemanha.

Sempre nos meses de julho, esta academia de canto oferece bolsas de estudos para jovens cantores de todo o Brasil que, durante uma semana, podem se reciclar e se aprimorar com professores brasileiros e estrangeiros, sob direção do renomado maestro alemão Rolf Beck, da Chorakademie Lübeck. Durante a academia, são escolhidos participantes que ganham uma segunda bolsa de estudos para uma etapa posterior de aperfeiçoamento na Alemanha.

Foi também em Trancoso que estreou, em março de 2017, a Orquestra Acadêmica Mozarteum Brasileiro. Tendo como regente o maestro Carlos Moreno, somou-se às inovações do Mozarteum em seus mais de 35 anos de atividade.

Hoje, além da programação em São Paulo, que se tornou uma tradição na vida cultural paulistana e mesmo no calendário artístico brasileiro, o Mozarteum se alicerça neste leque de realizações, que difunde e fomenta com maior amplitude a cultura musical no País.

Ao levar, pela primeira vez, uma orquestra internacional para Trancoso, o Mozarteum inova mais uma vez e reforça sua contribuição para que novas e maiores plateias brasileiras tenham acesso à música clássica.

Com a Orquestra Sinfônica de Bucareste, sob regência de Benoît Fromanter e a participação da soprano Joanna Wós e do tenor Tadeusz Szlenkier, o público de Trancoso e das localidades próximas terão oportunidade de vivenciar espetáculos compatíveis com as melhores salas de concertos do mundo.

Para o Mozarteum, ações como esta devem estar presentes na rotina brasileira. Depois de se firmar na metrópole paulistana, o Mozarteum agora também descentraliza sua programação, para estender a riqueza musical a mais uma região do Brasil.

 

Saiba mais em: http://mozarteum.org.br/temporada-2017/

Ingressos: https://www.ingressorapido.com.br/compra/?id=56882#!/tickets