Na terceira noite do Música em Trancoso 2019, Edmar Castañeda mostra sua espetacular capacidade de reinventar a harpa

Um espetáculo que atingiu dimensões sublimes! Na terceira noite do Música em Trancoso (denominada Jazz Latino, na segunda-feira, 25 de março), Edmar Castañeda mostrou sua incrível maestria com a harpa, instrumento que ele introduziu no jazz. Castañeda se apresentou junto com mais três músicos fenomenais: o saxofonista Shlomi Cohen, o baterista Rodrigo Villalon e a cantora Andrea Tierra.

Edmar Castañeda ganhou notoriedade ao conferir à harpa um lugar de honra no jazz. Colombiano radicado em Nova York, ele soma virtuosismo e paixão em suas performances, exibindo uma extraordinária capacidade de extrair da harpa as possibilidades mais prodigiosas. Com Castañeda, redescobre-se a harpa.

Exímio improvisador, Castañeda também é compositor. No programa apresentado no 8º Música em Trancoso ele privilegiou composições de sua autoria. No solo Jesus de Nazareth, ponto alto do espetáculo, expressou toda a espiritualidade que associa à música.

Os músicos que o acompanharam na apresentação em Trancoso também contribuíram para a grandeza do espetáculo. O saxofonista Schlomi Cohen, israelense que vive em Nova York, brilhou tocando em conjunto e em solo. Igualmente, o baterista Rodrigo Villalon mostrou que Edmar Castañeda estava acompanhado de grandes personalidades musicais.

Com Andrea Tierra, o espetáculo ganhou clima de música em família. Expressiva em cena e dona de bela voz, a esposa de Edmar Castañeda apresentou-se com garra e desenvoltura. Para os aplausos finais, chamou ao palco os filhos do casal – a garota Zeudi, de nove anos, e o menino Zamir, de oito anos – avivando o tom afetivo de um espetáculo transbordante de talentos.

Fotos: Cauê Diniz, Daniel Crivelli e Ricardo Reis.

 

Voltar para Cultura Musical